Rio Branco registra abstenção recorde no primeiro turno das eleições 2020

A capital acreana registrou abstenção recorde na votação para o primeiro turno das eleições 2020 em meio à pandemia de Covid-19: 27,23% dos eleitores aptos a votarem não compareceram às urnas neste domingo (15). Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral.

Foram mais de 69,9 mil eleitores da capital que deixaram de votar. Neste primeiro turno, a população votou para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Rio Branco ficou entre as 14 capitais do país que registram abstenção acima de 25%.

Ainda de acordo com o TSE, foram registrados 5.939 votos nulos e 3.368 votos em branco em Rio Branco. Outros 177.462 escolheram um candidato concorrente nesta eleição municipal.

Nas duas eleições municipais anteriores, a abstenção no primeiro turno na capital acreana foi de 16% em 2016 e de 17% em 2012. Na eleição mais recente, a presidencial de 2018, a abstenção no primeiro turno ficou em 18,99%, em todo estado.

Veja o histórico da taxa de abstenção na capital:

  • 2004: 16%
  • 2008: 16%
  • 2012: 17%
  • 2016: 16%
  • 2020: 27%

Na cidade de Rio Branco, sete candidatos concorreram à Prefeitura e 512 disputaram uma das vagas na Câmara Municipal.

Nesse domingo, no total, mais de 186,7 mil votos foram considerados válidos (72,77% do total). Os candidatos Tião Bocalom teve 87.987 dos votos (49,58) e Socorro Neri 40.250 (22,68%) e disputam o 2º turno em Rio Branco.

O eleitor que se absteve e não votou no primeiro turno das eleições pode votar normalmente no segundo turno, que acontece no dia 29 de novembro.

Fonte: G1 acre

Veja também