PT pede que TCU, MPF e CGU investigue supostas irregularidades no INTO e no Hospital de Campanha de Rio Branco

O Partido dos Trabalhadores protocolou, na manhã desta terça-feira, 7, um pedido de investigação no Tribunal de Contas da União, no Ministério Público Federal e na Controladoria Geral da União sobre possíveis irregularidades na gestão do INTO/Covid e na construção do Hospital de Campanha.

De acordo com a petição protocolada pelo partido, os pontos fundamentais da acusação são a carência de mão de obra e do funcionamento do Hospital de Campanha além de sua capacidade. Outro ponto também é a baixa execução orçamentário-financeira dos recursos destinados pelo governo federal ao governo do Acre para despesas com enfrentamento à covid-19.

O partido também levanta suspeita sobre a suposta prática de pagamento de propina ou execução de serviços não contratados pelo Estado do Acre pela empresa gestora da Unidade Covid-19 instalada no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into) além de suposto pagamento de propina por parte de empresa à diretora executiva do Deracre, em Obra realizada no Into.

Ac24Horas

.

Veja também