Estátuas gigantes se movem diariamente, contando uma trágica história de amor

Com informações Mundo Conectado 6 de abril de 2017

Um casal de estátuas gigantes de metal, se movem todos os dias para contar uma trágica história de amor, mas em vez de Romeu e Julieta, é a historia de Ali e Nino.

Ali e Nino, são personagens de um romance do autor azerbaidjano Kurban Said, no romance o casal se vê separado devido a primeira Guerra Mundial. Ali, um muçulmano do Azerbaidjão, se apaixona pela princesa georgiana, Nino, e lutam pelo amor, mesmo indo contra as famílias, mas depois que finalmente conseguem ficar juntos, Ali é morto durante a guerra.

Estátua do Amor

Foi este amor que inspirou a artista georgiana Tamara Kvesitadze para criar a sua escultura em movimento. A arte de metal gigante, também conhecida como a “Estátua do Amor”.

Todos os dias às 7 da noite, as duas figuras deslizam uma ao encontro da outra, se beijam e depois de afastando e nunca ficando juntas, representando a guerra.

Uma cena triste, veja :

A cena leva cerca de dez minutos e é iluminada com luzes para deixar tudo mais romântico, a escultura “Homem e Mulher” foi re-batizado para “Ali e Nino”. Ela foi projetada em 2007, mas só foi construída em 2010.

Comentários

O Portal VejaDeTudo.Com.Br informa aos seus leitores que não se responsabiliza pelas consequências jurídicas sobre as opiniões divulgadas nos campos de comentários, e que as postagens de conteúdo ofensivos serão excluídos da página.