Jogo da morte: “Baleia Azul” chega ao Acre e tenta levar jovens ao suicídio

Com informações Do ContilNet 17 de abril de 2017

Um sinistro jogo viral vem sendo disseminado através das redes sociais e tem causado pânico e preocupação a muitas famílias pelo mundo todo. Inclusive no Acre.

O jogo se chama “Baleia Azul” e propõem que os participantes, entre eles jovens e adolescentes cumpram uma lista com 49 desafios macabros, todos registrados através de vídeos ou fotos, que vão de algo muito simples, como assistir um filme de terror ao desafio final, número 50, que é tirar a própria vida.

A regra do jogo diz que o participante ao entrar, não poderá sair até cumprir os 50 desafios.

Em Minas Gerais a morte de um adolescente de 19 anos é investigada pela Polícia Civil. Ele seria a primeira vítima mineira de um jogo internacional de desafios que levam seus participantes ao suicídio.

No Acre, o jogo parece também já ter chegado. Em uma conversa entre jovens do 8° ano de uma escola localizada no bairro Xavier Maia, através do Wahtsapp uma jovem conta aos colegas ter escapado da morte, ao tentar contra a vida na manhã neste domingo (16). Ela conta ter chegado na fase final do jogo e que após a experiência, pretende parar.

Aparentemente, o jogo macabro começou na Russia e foi descoberto pela polícia no ano passado , após mais de 130 mortes por suicídio estarem ligadas à supostas comunidades online com o nome Baleia Azul. Desde então, outras mortes vem acontecendo em todo mundo e seguem uma mesma característica.

A recomendação para as famílias é que monitores seus filhos quando estão utilizando da Internet, principalmente as redes sociais. Observar comportamentos estranhos, marcas no corpo e sobretudo conscientizar os adolescentes a respeito das consequências das práticas que não tem nada de brincadeira.

A atenção tem que ser redobrada aos jovens que apresentem sintomas de depressão, pois o jogo pode atraí-los para a morte.

Nas escolas o assunto também poderia ser incorporado ao currículo, sobre o uso consciente da tecnologia e redes sociais.

Do ContilNet

Comentários

O Portal vejapolicia.Net informa aos seus leitores que não se responsabiliza pelas consequências jurídicas sobre as opiniões divulgadas nos campos de comentários, e que as postagens de conteúdo ofensivos serão excluídos da página.