Na tentativa de “destravar” Saúde, Cameli anuncia uma nova gestora para a Sesacre

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesacre) terá uma nova gestora administrativa, em cargo ainda a ser definido, mas em uma função de direção e no alto escalão. À nova gestora caberá as ações para destravar o setor e desenterrar o que o governador Gladson Cameli chama de “cabeça de burro” enterrada no setor como forma de fazer o sistema não funcionar, causa do que ele também acusa de funcionar como um cartel.

A pessoa com árdua tarefa de mudar isso é uma médica de nome Mônica, cujo sobrenome ainda é mantido em sigilo pelo gabinete do governador. Pelo menos por enquanto, o odontólogo Alysson Bestene, o secretário de Saúde, permanece no cargo e prestigiado pelo governo.

A permanência ou não no cargo vaio depender de uma conversa que ele terá na tarde desta segunda-feira (3) com o governador Gladson Cameli, segundo o próprio revelou ao repórter do ContilNet, em seu gabinete, nesta manhã de segunda-feira. À tarde ou na manhã de terça-feira (4) o governador deverá convocar uma coletiva de imprensa para falar sobre o sistema estadual de saúde, anunciar oficialmente o nome da nova gestora e as medidas que serão adotadas para, nas palavras de Gladson Cameli, “desenterrar a cabeça de burro” que há naquela pasta.

O termo ‘cabeça de burro”, que havia sido dado por Gladson Cameli em entrevista exclusiva ao ContilNet no final de semana passado para designar os problemas na pasta da Saúde, foi novamente utilizado pelo governador numa reunião com prefeitos, vereadores e representantes dos municípios do chamado Baixo Acre, com os quais Gladson Cameli se encontrou para tratar da recuperação de ramais e voltou a falar nos problemas na saúde. Como fizesse um pedido de desculpas aos prefeitos, vereadores e outros agentes políticos dos municípios, Gladson Cameli disse que “a cabeça de burro da saúde” será desenterrada a partir de hoje e deixou escapar que terá uma nova gestora na pasta.

Fonte: ContilNet