Policiais prendem acusado de matar servidora pública

Policiais civis prenderam o principal suspeito de assassinar a servidora pública Marilene Pereira da Silva Nascimento, 39 anos.

Ainda na tarde de ontem (6) o corpo de Marilene foi encontrado no prédio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município de Brasiléia, onde ela trabalhava.

Após ter sido confirmado pelos peritos do IML que a vítima teria sido assassinada, os policiais civis deram início a uma operação que resultou na prisão de Eduardo Justino da Silva, 19 anos.

Na delegacia, Eduardo teria confessado o crime e contou a autoridade policial que teria assassinado a mulher para roubar o celular dela. “Ele praticamente premeditou a morte da vítima. Ele foi muito cruel, chegou a quebrar o pescoço da vítima. Ele confesou a autoria do delito, disse que matou essa senhora, simplesmente para roubar-lhe o celular”, disse o delegado Luiz Tonini.

Fonte: Agazeta.net

Veja também