Policial que atropelou e matou mulher é preso; MP confirma que ele dirigia bêbado

O Cabo do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Estado do Acre, Alan Melo Martins, que se envolveu em um acidente há duas semanas em frente ao Supermercado Araújo Mix, que culminou na morte de uma mulher, foi preso na tarde desta sexta-feira (31) pelo Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público do Acre (MP-AC).

O MPAC organizou uma coletiva de imprensa e as promotoras Vanessa Muniz e Maria Fátima Ribeiro, e o procurador Danilo Lorizaro, informaram que durante as investigações, todas as evidências indicam que o policial estava embriagado e, com isso, deverá responder pelos crimes de homicídio doloso (quando não há intenção de matar) e tentativa de homicídio.

De acordo com a promotora Maria de Fátima, as investigações praticamente se encerraram hoje. “Falta apenas a gente ouvir o policial, pois as testemunhas já foram ouvidas. Esse é um caso em que a sociedade clama por justiça. Levantamos dados, com elementos e imagens”, explicou dizendo que quem consome bebida alcoólica, está sujeito à cometer crime.

Lorizaro destacou que em razão das provas, foi decretada a prisão preventiva do PM. “O pedido foi decretado pelo juiz que recebeu a denúncia”, relatou.

Alan Martins, recebeu determinação da justiça para encaminhar o PM ao quartel ambiental ou o quartel do Bope e deverá ficará a disposição da justiça, onde deve responder pelo Tribunal do Júri Popular.

Com informações da ContilNet

Veja também