Garotinha de três anos fala após ser espancada: ‘Só queria comer’

Uma das crianças espancadas por tios em Planaltina de Goiás, na quarta-feira (29), está internada no Hospital da Criança de Brasília (HCB). A menina, de 3 anos, que apareceu em imagens com ferimentos profundos no joelhos, permanece em observação. Além dela, outros dois irmãos ficaram feridos e uma menina de 6 anos morreu.

A criança foi transferida nesta sexta-feira (31) para o hospital do Plano Piloto. Ela estava internada desde a tarde de quinta-feira (30) no Hospital Regional de Planaltina (HRPL), no Distrito Federal. Segundo o HCB, ela passa por exames.

No hospital de Planaltina, enfermeiros que atenderam a menina contaram que ela só dizia que queria comer arroz, feijão e carne.

Os funcionários afirmaram ainda que ela tinha machucados por todo o corpo e parecia ter medo de qualquer pessoa que se aproximasse. Na tarde desta sexta, doações chegavam a todo momento ao hospital.

A servidora pública Carla Barbosa Guedes foi uma das que levaram roupas e brinquedos.

“Eu tenho filho pequeno. Uma história como esta é chocante. Fiquei sabendo que os funcionários estão arrecadando doações.”

Espancados por pedir comida

Os quatro irmãos moravam com uma tia, de 17 anos, e o namorado dela, de 19 anos, em Planaltina de Goiás, no Entorno do DF. Os pais das crianças foram presos em Sobradinho, no Distrito Federal, por tráfico de drogas.

Após denúncias de vizinhos, policiais encontraram os irmãos com diversos ferimentos. Eles foram espancados pela tia e o namorado.

Exames feitos na menina que não resistiu aos maus-tratos e morreu apontam que ela tinha traumatismo craniano e várias lesões pelo corpo. Segundo testemunhas, na terça-feira (28) os tios deixaram as crianças sozinhas em casa.

Com fome, os irmãos teriam pedido comida para uma vizinha. Quando os tios das crianças chegaram em casa, a vizinha disse que chamou a atenção do casal por ter deixado as crianças com fome e sozinhas.

A partir daí, teria começado a sessão de agressões. Vizinhos contaram que ouviram o choro dos irmãos durante a madrugada.

De manhã, o Conselho Tutelar foi chamado, mas só conseguiu ter acesso às crianças após a chegada da Polícia Militar.

A partir daí, teria começado a sessão de agressões. Vizinhos contaram que ouviram o choro dos irmãos durante a madrugada.

De manhã, o Conselho Tutelar foi chamado, mas só conseguiu ter acesso às crianças após a chegada da Polícia Militar.

Casa dos tios é incendiada

Nesta sexta, a casa onde as crianças moravam com a tia e o namorado dela foi incendiada. O barraco, localizado na quadra 13 do Setor Aeroporto, em Planaltina de Goiás, ficou completamente destruída pelas chamas.

Ninguém estava no local. Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não se sabe se o incêndio foi criminoso ou não. O caso será investigado pela delegacia da cidade goiana.

Futuro dos irmãos

Duas tias, um tio, e o avô paterno das crianças já procuraram o Conselho Tutelar. No entanto, nenhum deles afirmou ter condições de cuidar dos irmãos. O futuro deles deve ser decidido pela Justiça.

Enquanto a menina de 3 anos está internada, os outros dois irmãos – uma menina de 1 ano e 8 meses e um menino de 9 anos – estão em um abrigo, em Planaltina de Goiás.

A tia das crianças, que é menor de idade e tinha ficado responsável pelos quatro irmãos, foi apreendida e aguarda decisão da Justiça para cumprir medidas socioeducativas. O namorado dela, de 19 anos, está detido no presídio de Planaltina de Goiás. Os pais das crianças permanecem presos.

Fonte: ContilNet