Ônibus do acidente que matou estudante estava com documentação vencida

O ônibus do acidente que matou a jovem Kelly Pereira, de 15 anos, ontem a tarde na Br 364, próximo a comunidade do Liberdade, não poderia está circulando.

O veículo, que pertence ao Instituto de Pesquisa da Educação, IPETEC, e estava cedido para a Secretaria Estadual de Educação para transportar os alunos que iriam participar da fase final dos Jogos Escolares em Cruzeiro do Sul, está com o licenciamento vencido desde 21 de março de 2017. De acordo com a sistema do Detran, a última atualização foi em 21/3/2016.

No cadastro do Detran, o veículo está registrado no nome do Instituto de Desenvolvimento da Educação Dom Moacir e foi adquirido em 21 de maio de 2013.

Os gastos para colocar em dias a documentação é de R$ 533,11, do licenciamento e uma multa no valor de R$ 129,38.

A reportagem tentou contato com o diretor do IPETEC, Francineudo Costa, mas ele não foi encontrado.

Uma fonte do Detran disse à reportagem, que mais da metade da frota oficial do Acre circula de forma irregular, com documentação vencida.

Delegado ouviu motorista em depoimento

Em Cruzeiro do Sul, onde o caso foi registrado, o delegado Lindomar Ventura, ouviu o depoimento do motorista Antônio Marques da Costa. Por telefone, Ventura disse que vai esperar o resultado da perícia para concluir inquérito.

Fonte: ContilNet

Veja também