Não foi dessa vez: quadrilha especializada em fraudar bingos é presa

Um grupo especializado em fraude de bingos, que usava um notebook e uma impressora para forjar os bilhetes com os números sorteados, foram presos após serem flagrados tentando fraudar um bingo, no domingo (6). Os sorteios tinham uma picape, duas motocicletas e quantias em dinheiro como prêmios.

O grupo formado por três homens e uma mulher foram pegos na cidade de Lapão, no norte da Bahia. Parte dos suspeitos atuava em um carro próximo ao local dos sorteios e outros estavam entre os competidores.

Conforme a polícia, a fraude foi descoberta após uma denúncia anônima. O grupo foi detido ainda no primeiro sorteio, que tinha uma picape como prêmio. Com eles, segundo a polícia, foram apreendidos um notebook, duas impressoras, cartelas apagadas e algumas folhas com numerações já impressas.

O golpe

A fraude iniciava quando os números das cartelas eram cortados, sendo reimpressos quando sorteados. Em seguida, a cartela falsa era apresentada. Os suspeitos foram identificados como Emerson Moraes da Silva, de 34 anos, Antonio Honorato da Silva, de 63, Maria Elisabete Honorato da Silva, 43, e Josias Ferreira de Jesus, de 77.

Segundo a polícia, Antonio Honorato já foi preso outras vezes por crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documentos. Em um desses casos, ocorrido em 2018, ele e Emerson Morais foram presos em flagrante ao tentar fraudar outro bingo, na cidade de Governador Mangabeira.

Após serem detidos, os quatro suspeitos foram apresentados na Delegacia Territorial de Irecê, também no norte do estado, onde ficaram custodiados à disposição da justiça.

Veja também