Lexa perde 16 kg para o Carnaval e diz que fez terapia

A cantora Lexa, 24, estreou no Carnaval de rua de São Paulo neste domingo (16) com o Bloco da Sapequinha e com um gostinho de superação. Isso porque sua estreia deveria ter acontecido no ano passado, mas seu bloco acabou cancelado, por conta de problemas com o responsável pelo trio que ela usaria.

Segundo ela, foi um momento ruim, que a levou até a fazer terapia para superar, mas também a deixou mais leve e preparada para o Carnaval deste ano. “Acho que as coisas acontecem por que têm que acontecer. No ano passado eu fiquei muito sentida, muito sentida. Mas hoje estou sentido uma paz de espírito, justamente por isso.””Foi muito triste, mas também teve muita sororidade ano passado comigo. Eu fui abraçada pela Preta [Gil], abraçada pela Anitta, me aproximei ainda mais das duas e conquistei muitas novas amizades. Depois eu soube que, naquele dia tão chato [em que fez o desabafo nas redes sociais], eu fui a pessoa que mais ganhou seguidores.”

Lexa contou que, para evitar problemas neste ano, contou com “muitos advogados e 55 pessoas em cima de contratos”, mas afirma que chegou a ficar insegura em alguns momentos. No final, a cantora fechou parceria com a Yoki para o Carnaval deste ano e afirmou estar feliz e realizada.

Além dos preparativos mais técnicos, Lexa também fez um trabalho intenso para se preparar fisicamente para quatro horas em cima do trio e depois para assumir o cargo de rainha da bateria de da Unidos da Tijuca. Com a assistência de Mayra Cardi, ela afirma que perdeu 16 kg em quatro meses. “Alegria, leveza e nada de pressão”, diz. Nas quatro horas de bloco, Lexa vai receber alguns convidados, como o marido, MC Guimê, Jottapê, Kekel, Fioti, Kelly Key, entre outros.

Segundo a artista, a escolha pelos nomes foi feita por conta da identificação pessoal dela: “a galera do funk, do mundo LGBTQ+, por que eu sou assim.”

Veja também