Jovem é sequestrado e torturado após ser confundido com membro de facção

O jovem André da Silva, de 22 anos, foi ferido com dois tiros nos braços na tarde desta quarta-feira (6), após ter sido sequestrado na Travessa da Judia, no Bairro Recanto dos Buritis, região do segundo distrito de Rio Branco. Além de ser baleado, o rapaz ainda foi torturado pelos criminosos.

De acordo com informações da polícia, a vítima e seus colegas de trabalho estavam prestando serviço para uma construtora, tapando buracos das ruas no bairro Recanto do Buritis, quando vários homens membros da facção criminosa Bonde dos 13 abordaram o grupo de funcionários e confundiram o jovem com um membro de uma facção rival. Os bandidos retiraram o rapaz a força do seu local de trabalho e levaram André para as margens de um igarapé, onde o torturaram e depois iriam executá-lo.

A vítima, mesmo sendo agredida e humilhada, negava ser membro de facção. Após todas as tentativas de fazer o jovem falar que era faccionário, os criminosos atiraram nos braços do rapaz. Mesmo assim, ele continuou a fazer a negação, e os bandidos começaram a agredir a agredi-lo com vários chutes, socos e agressões com um pedaço de madeira. Ao perceber que realmente iria morrer, André aproveitou enquanto os criminosos se distraíram e fugiu.

Os colegas de trabalho de André acionaram a Polícia Militar, que já estava a procura do rapaz na região e encontrou a vítima fugindo dos bandidos. Os militares colheram informações sobre os criminosos e fizeram buscas na região, mas ninguém foi encontrado até o momento.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e ao chegar no local, prestou os primeiros atendimentos e encaminhou a vítima ao pronto-socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: ContilNet

Veja também