Jovem de 21 anos que sonhava em ser sambista morre de infarto em Rio Branco

Ela não era música nem tampouco passista, mas sua partida deixou a quarta-feira de cinzas do último Carnaval ainda mais cinzenta, em verdadeiro luto. Júlia Beatriz Pinheiro, funcionária da Secretaria de Educação e estudante da Uninorte, será sepultada na tarde desta quinta-feira (27), no Cemitério Jardim da Saudade, em Rio Branco, após um infarto fulminante.

Sambistas e músicos como Bruno Damasceno e Emerson Ligute lamentaram a morte da jovem, aos 21 anos de idade. Segundo eles, ela era frequentadora assídua das rodas de samba promovidas na cidade e nos últimos tempos vinha tentando aprender tocar cavaquinho. “Não deu tempo aprender a tocar, né minha amiga”, disse Bruno Damasceno sobre uma foto em que Júlia Beatriz aparece com o instrumento nas mãos.

A ativista cultural Patrícia Mirande Souza, amiga da jovem, também lamentou a perda. “Nem acredito amiga que não vou mais estar com você”, lamentou-se.

Fonte: ContilNet

Veja também