Gladson diz que não podia adiar aprovação da reforma: “Iriam fazer politicagem do mesmo jeito”

O governador Gladson Cameli (PP(), revelou logo após a aprovação da reforma previdenciário que não poderia adiar sua votação, mesmo diante de protestos de servidores públicos e sindicalistas.

Segundo ele, boa parte dessas lideranças são ligados ao grupo de esquerda. “Não podia adiar. Estou feliz. Graças a Deus foi aprovada. Se adiasse um mês, dois, um ano seria a mesma coisa”, ressaltou.

Com relação às críticas da oposição sobre a materia, o governador fez questão de dizer que a turma da oposição fez “politicagem com o tema”.

“Para os que fazem politicagem, o tempo será a resposta para quem tem dúvida”, argumentou.

Fonte: Folha do Acre

Veja também