Facção ordena morte de presidiário após prática de roubos na periferia da capital

O jovem Thalisson Jordan Silva fortes, de 19 anos, foi morto no fim de quarta-feira (29) de Janeiro, no Mocinha Magalhães, em Rio Branco, por ter desobedecido uma das regras da facção criminosa Comando Vermelho: não efetuar roubos.

Segundo informações obtidas, Jordan era foragido da justiça acreana, e após fugir da prisão, cortou a tornozeleira eletrônica e começou a efetuar roubos na localidade.

Mas sua vida criminosa começou a declinar quando houve um roubo de uma motocicleta. Insatisfeito com o ocorrido, os líderes da facção ordenaram a morte do foragido, que na tarde do dia do crime foi levado para uma área de mata, onde foi executado com alguns tiros.

O caso está sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital.

Fonte: ContilNet

Veja também