Encapuzados do B13 rendem família e matam ex-presidiário de facção rival com nove tiros

O ex-presidiário Bartolomeu Alves de Andrade, de 41 anos, vulgo “Beto”, foi morto com 6 tiros, na madrugada desta quarta-feira (11), na Rua Major Salinas, no Bairro Ayrton Senna, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, dois homens encapuzados, pertencentes a facção Bonde dos 13, chegaram na casa da vítima em uma motocicleta, quebraram a porta da frente, entraram na residência e de posse de arma de fogo renderam o homem, a esposa dele e uma criança.

Os criminosos pediram para que a esposa de Bartolomeu afastasse a criança do local e, em seguida, os bandidos efetuaram nove disparos. Bartolomeu foi atingido com seis tiros na região do peito, abdômen e ombro. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

Familiares da vítima acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que só constatou a morte de Bartolomeu. O corpo da vítima foi recolhido e levado ao Instituto Médico Legal (IML), para os devidos procedimentos.

Policiais Militares também foram acionados e colheram as informações sobre os criminosos, mas até o momento nenhum suspeito foi encontrado.

Segundo conta na investigação do caso, Beto estava preso no pavilhão “A” do presídio, que abriga membros da facção Comando Vermelho (CV). O homem estava em liberdade há pouco tempo e foi morar numa área dominada pela facção Bonde dos 13.

Os agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) usam essas informações e continuam fazendo as investigações para chegar nos autores do crime.

Fonte: ContilNet

Veja também