Dono do maior canal cristão do Youtube detona pastores: ‘Falaram que a internet era coisa do diabo’

Antônio Júnior é dono de um canal com cerca de 4 milhões de inscritos e com um alcance diário de aproximadamente 1 milhão de pessoas.

O pastor Antônio Júnior, morador do interior mineiro, na pequena cidade de São Sebastião do Paraíso, é dono do maior canal cristão do Youtube. De acordo com informações da coluna do Leo Dias, do jornal Metrópoles, ele possui cerca de 4 milhões de inscritos na plataforma, tendo um alcance também muito expressivo, chegando a atingir mais de 400 milhões de visualizações nos vídeos divulgados.

A média diária de engajamento do público em relação ao canal de Antônio Júnior é de mais de 1 milhão de pessoas. Diante da pandemia provocada pelo novo coronavírus e, consequentemente, das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) voltadas para a prática do isolamento social, a audiência do pastor no Youtube aumentou muito, outro fato que também contribuiu para isso foi a não abertura de muitas igrejas nesse momento de resguardo social.

O pastor conversou a coluna do Leo Dias para falar mais sobre o sucesso que tem feito com suas pregações e mensagens. Antônio destacou que vê algo de positivo no fechamento das igrejas, o fato de as pessoas perceberem que a fé delas deve ser em Deus, independentemente de estarem ou não em determinado lugar físico, o que deve prevalecer a fé.

Em nenhum momento o dono do maior canal cristão do Youtube disse ser contra as igrejas, apenas destacou um lado positivo do atual momento. Além disso, ao elogiar o papel da Internet atualmente, Antônio Júnior criticou bastante alguns pastores que a consideravam uma espécie de obra do diabo: “[…]mas a internet tem ajudado bastante. Engraçado que nos anos 2000, todos os pastores falaram que a internet era a coisa do diabo, demonizaram a web, e hoje se utilizam dela. As coisas mudaram”.

Veja também