CVV pode ajudar pessoas com ideações suicidas no Acre e em todo o Brasil; conheça

Não somente em Setembro, que é o mês dedicado a prevenção do Suicídio, de acordo com o calendário nacional de campanhas, mas em todos os outros, o Centro de Valorização da Vida (CVV) vem exercendo um papel fundamental em favor daqueles que tentam contra a própria vida.

No intuito de auxiliar as vítimas do transtorno do comportamento suicida, a plataforma realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

O CVV, fundado em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. A instituição é associada ao Befrienders Worldwide, que congrega entidades congêneres de todo o mundo, e participou da força tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde, com quem mantém, desde 2015, um termo de cooperação para a implantação de uma linha gratuita nacional de prevenção do suicídio.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos 110 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail. Nestes canais, são realizados mais de 2 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 3.400 voluntários, localizados em 21 estados mais o Distrito Federal.

Veja também