Cai o último coronel trazido por Gladson Cameli para melhorar a saúde no Acre

O último dos três coronéis reformados do Exército trazidos ao Estado pelo governador Gladson Cameli para a tarefa de melhoria do sistema estadual de saúde, Lauro Ferreira de Melo, que presidia a Fundação Hospitalar do Acre (Fundacre), pediu demissão do cargo no inicio da noite desta quinta-feira (2).

Ele entregou a carta com o pedido de demissão diretamente ao gabinete do governador, já que a Fundacre não é órgão da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e tem autonomia própria.

Quando indagado pelo ContilNet sobre as razões da demissão, Lauro alegou questões familiares. Natural do Rio de Janeiro, ao vir para o Acre, no mês de ano passado, junto com a então secretária de Saúde Mônica Feres e outros dois coronéis reformados – Carlos Faustino Marques, na condição de subsecretário e Jorge Fernando de Rezende, como secretário ajunto, ele não trouxe toda a família.

Uma fonte palaciana informou ao ContilNet que o governador Gladson Cameli estava satisfeito com o trabalho que Lauro vinha desenvolendo na Fundhacre. “Não sei o que aconteceu. Pelo ue sei, o Lauro iria continuar na Fundação Hospitalar”, disse.

Os dois coronéis e a secretária Mônica Feres foram exonerados em novembro do ano passado.

Fonte: ContilNet

Veja também